Symposium AfrikaNko, 29 de Janeiro de 2013 (CODESRIA e Point Sud)

Declaração dos intelectuais e investigadores da destruição dos manuscritos de Tombouctou

segunda-feira 4 de Fevereiro de 2013

Todas as versões deste artigo : [Español] [français] [Português]

Nós, os intelectuais africanos e da diáspora, e seus colegas da Ásia, das Américas e da Europa, reunidos em Dacar no quadro do Simpósio “A Biblioteca colonial em debate” protestamos contra a destruição, o saque e o incêndio dos manuscritos antigos custodiados pelo Instituto Ahmed Baba, na cidade de Tombouctou.

Para além da perda de numerosas vidas humanas e as incontáveis brutalidades que acompanham o conflito no Mali, este ato destrói recursos intelectuais de inestimável valor, documentos acumulados durante anos e conservados ao longo de gerações. Este acontecimento marca a memória, o espírito e o ser africano e toda a humanidade com uma ferida profunda.

Este ato se insere na longa história de destruição das bibliotecas, no qual o continente africano não é uma exclusividade. É a expressão de um desejo sistemático de apagar a memória intelectual e cultural, que tinha aparecido no norte do Mali com a destruição de mausoléus e os lugares históricos. Esta destruição é, também, o efeito de uma geopolítica na que a África se acha no coração dos novos saques, das novas depredações e das novas guerras.

Condenamos este ato e lamentamos profundamente esta perda. Quando focalizamos a “biblioteca colonial”¨ e a “biblioteca africana”, a destruição destes manuscritos recorda até que ponto a preservação e a transmissão de conhecimentos é uma prioridade e um direito, e qualquer dano a esse direito é considerado um crime.

Exigimos dos governos africanos, não mais promessas, e sim ações concretas e urgentes para salvaguardar as bibliotecas, os manuscritos e qualquer outro tipo de criação espiritual, antes que seja tarde demais e que só lhes reste manifestar lamentações, quase sempre hipócritas demais. Em primeiro lugar, a guerra se dirige contra os povos, mas sempre é uma ameaça para os livros, as bibliotecas e a cultura.

Em nome dos participantes:

Dr. EbrimaSall e Prof Mamadou Diawara respectivamente Secretário Executivo de CODESRIA e Diretor de Point sud

Tejiendo Redes.
C/ Hermanos García Noblejas, 41, 8º. 28037 - MADRID.
Tlf: 91 4084112 Fax: 91 408 70 47. Email: comunicacion@fidc.gloobal.net

SPIP |