Enda e a Fundação Friédrich Ebert sobre a economia verde

Desenvolvimento sustentável, bem-estar social e transformação estrutural: a economia verde oferece novas perspectivas para a África?

5- 6 de novembro 2012, em Dacar/Senegal

segunda-feira 5 de Novembro de 2012

Todas as versões deste artigo : [Español] [français] [Português]

Título: Desenvolvimento sustentável, bem-estar social e transformação estrutural: a economia verde oferece novas perspectivas para a África?

Fonte: Enda - Fundação Friedrich Ebert.

Tipo de documento: Conferência

Linguagem: Francês.

Tema: Desenvolvimento sustentável, Rio+20, economia verde Sumário:

-  O crescimento verde: receita de um desenvolvimento social e econômico sustentável na África?

-  A importância da transformação estrutural (TE) para um desenvolvimento sustentável: Qual é a Agenda para a África?

-  Empregos verdes e dimensões sociais da economia verde.

- Economia verde e os recursos naturais

-  Economia verde e escassez energética

-  Da estratégia global à estratégia nacional verde

Após a Conferência de Douala (Camarões) realizada em abril de 2012, para preparar Rio+20 sobre as oportunidades de transformação das economias africanas diante das mudanças climáticas, e a de Nairóbi (Quênia) sobre a economia verde, esta conferência, posterior à de Rio, tem por objetivo traçar estratégias nacionais e regionais apoiadas pelos encarregados de tomar decisões, e informadas através das experiências de adaptação e de desenvolvimento sustentável e justo. A mencionada conferência tratará de examinar as oportunidades que a economia e a governança verdes oferecem para o bem-estar da população africana, especialmente para os mais desfavorecidos. O encontro será, também, uma boa ocasião para elaborar os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, que substituirão os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio depois de 2015.

Objetivos de la conferencia:

• Revisar e atualizar a Declaração da Rio+20 para aproveitar as oportunidades e os limites na elaboração das estratégias nacionais e regionais de desenvolvimento sustentável; • Responder à necessidade de formular o conceito africano de economia verde e identificar os mecanismos de transformação das economias africanas para um desenvolvimento sustentável; • Contribuir com a elaboração dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável para a África, e com as metas-chave e os indicadores de medição; • Intercambiar as perspectivas e as agendas já aplicadas nos países africanos e em nível regional sobre a transformação das economias africanas e, mais tarde, elaborar as recomendações dirigidas aos encarregados de tomar decisões.

Tejiendo Redes.
C/ Hermanos García Noblejas, 41, 8º. 28037 - MADRID.
Tlf: 91 4084112 Fax: 91 408 70 47. Email: comunicacion@fidc.gloobal.net

SPIP |