Detidas 40 pessoas pró-imigrantes em frente ao Congresso dos EUA.

sexta-feira 2 de Agosto de 2013

Todas as versões deste artigo : [Español] [Português]

Autor: Telesur.

Editora e Canal: Telesur.

Tipo de documento: Notícia.

Língua: Espanhol.

Assunto: Migração.

As palavras-chave: Deportação, indocumentados, imigrante, legalização e reforma migratória.

Países e Regiões: América Latina.

Ao grito de "indocumentados sem medo", os manifestantes carregavam faixas e pediam votos para a cidadania quando foram detidos pela polícia. Entrementes, outro grupo de ativistas entregava melancias nos corredores do Congresso como símbolo da mão-de-obra imigrante.

A polícia de Washington prendeu 40 pessoas nesta quinta-feira, durante o protesto denominado “ação de desobediência civil” a favor da reforma migratória em frente ao Congresso norte-americano, onde o projeto está nas mãos da Câmara Baixa.

Mais de 30 organizações pró-imigrantes convocaram a manifestação para apoiar a legalização dos 11 milhões de sem papéis nos Estados Unidos. A diretora política de CASA (um grupo de assistência ao imigrante), Kimberly Propeack, informou de quatro indocumentados entre os detidos.

Levando faixas que pediam "dêem-nos um voto para a cidadania", os participantes também gritavam em inglês e espanhol: "Indocumentados, sem medo" e "Congresso, ouça, estamos batalhando", resenhou a agência de notícias internacional AFP.

"Hoje somos centenas, amanhã seremos milhares, e se tivermos de trazer um milhão de pessoas a Washington, vamos fazê-lo", exclamou o congressista democrata Luis Gutiérrez, um dos principais defensores da reforma na Câmara de Representantes.

A Aliança pela Cidadania, que congrega organizações trabalhistas, empresariais e religiosas, planeja mais de 350 eventos em 52 distritos, para impulsionar um voto na reforma e espera entregar milhares de petições quando o Parlamento retomar suas atividades, em setembro.

Protesto simbólico

Nesta quinta-feira, outro grupo de ativistas em prol da reforma migratória entregou 224 melancias nos corredores do Congresso, como ato simbólico da mão-de-obra imigrante.

Durante uma entrevista coletiva, os ativistas explicaram que entregaram as melancias aos 224 legisladores da Câmara de Representantes, três democratas inclusive, que tinham aprovado, no mês passado, uma emenda para eliminar os fundos destinados a um programa que suspendeu a deportação de estudantes indocumentados.

Fizeram isso, também, para condenar os recentes comentários feitos pelo legislador republicano de Iowa, Steve King, que afirmara que os estudantes indocumentados, conhecidos como "sonhadores", têm as panturrilhas do tamanho das melancias, isto porque estão envolvidos no tráfico de drogas, na fronteira.

"Sabemos que os imigrantes estão colhendo as frutas e as verduras (...). O que queremos é pedir que os próprios republicanos que deram ao congressista King esse voto para a deportação, dêem aos imigrantes (indocumentados) um voto para sua cidadania", afirmou Giev Kashooli, vice-presidente nacional do sindicato United Farm Workers.

Em 22 de julho passado, nove jovens indocumentados criados nos Estados Unidos foram detidos por agentes de imigração e alfândega desse país, quando tentavam atravessar, nesta segunda-feira, a fronteira do México, através da passagem de Nogales, Arizona (sudoeste).

Ver em linha : Detidas 40 pessoas pró-imigrantes em frente ao Congresso dos EUA.

Tejiendo Redes.
C/ Hermanos García Noblejas, 41, 8º. 28037 - MADRID.
Tlf: 91 4084112 Fax: 91 408 70 47. Email: comunicacion@fidc.gloobal.net

SPIP |