Diálogo de Alto Nível sobre a Migração Internacional e o Desenvolvimento: pelas migrações produtivas

quinta-feira 3 de Outubro de 2013

Todas as versões deste artigo : [Español] [Português]

Autoria: Nações Unidas.

Editora e Canal: Nações Unidas.

Tipo de documento: Notícia.

Língua: Espanhol.

Assunto: Migrações.

As palavras-chave: Desenvolvimento, discriminação, migração, migrantes internacionais, Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM), pobreza, remessas de dinheiro, trabalho decente e xenofobia.

Países e Regiões: América Latina e o Caribe.

Em 2013, o número de migrantes internacionais em nível mundial foi de 232 milhões. A migração pode produzir benefícios notáveis, mas também pode ter conseqüências negativas. As economias, tanto dos países desenvolvidos quanto dos países em desenvolvimento, precisam de imigrantes para satisfazer a procura de trabalhadores com diferentes graus de especialização.

Há mais e mais provas de que, estimuladas por políticas concretas, as comunidades de migrantes e das diásporas podem contribuir e muito para o desenvolvimento, tanto nos países de origem, quanto de destino, através das remessas de dinheiro, o comércio, os investimentos, a criação de empresas, bem como o repasse de tecnologias e de conhecimentos especializados e práticos. Paralelamente, causa preocupação o fato de a emigração de profissionais qualificados obstaculizarem a realização dos objetivos de desenvolvimento, como são os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio, especialmente nos países em desenvolvimento pequenos.

Muitos migrantes têm a possibilidade de viajar, viver e trabalhar em condições seguras e dignas. Contudo, outros se vêem obrigados a deixar tudo atrás por causa da pobreza, da falta de trabalho decente, das violações dos direitos humanos, de um conflito armado, da perseguição e da degradação do meio ambiente. Se não houver possibilidades de migração normal, os migrantes recorrerão aos mecanismos de migração irregular. Nos seus novos lares, muitos migrantes têm de enfrentar a exploração, a discriminação e a xenofobia, ao mesmo tempo, suas contribuições para a sociedade que os acolhe não são reconhecidos, a maioria das vezes.

Em outras palavras, a migração no contexto da globalização oferece oportunidades e engloba desafios que têm de ser abordados em todos os seus aspectos. Por isso, as Nações Unidas convocam o Diálogo de Alto Nível sobre a Migração Internacional e o Desenvolvimento nos dias 3 e 4 de outubro de 2013 com um programa de oito pontos de ação.

Veja Programa de oito pontos de ação (documento em inglês):

PDF - 206.1 kb

Ver em linha : Diálogo de Alto Nível sobre a Migração Internacional e o Desenvolvimento: pelas migrações produtivas

Tejiendo Redes.
C/ Hermanos García Noblejas, 41, 8º. 28037 - MADRID.
Tlf: 91 4084112 Fax: 91 408 70 47. Email: comunicacion@fidc.gloobal.net

SPIP |