Sudão: Asma Ahmed (Defensora dos Direitos Humanos e Advogada pelos Direitos Humanos) corre o risco de ser torturada

quinta-feira 16 de Maio de 2013

Todas as versões deste artigo : [English] [Español] [Português]

Fonte: AWID.

Data: 13 de maio de 2013.

As palavras-chave: Direitos civis e políticos, economia, direitos sociais e culturais, defensores dos direitos humanos, violência contra as mulheres, mulheres defensoras dos direitos humanos.

Ela não foi formalmente acusada, enfrenta o risco de ser torturada e receber outros maus tratos. Agentes dos Serviços Nacionais de Segurança visitaram a casa da família de Asma Ahmed na capital, Cartum, no dia 2 de maio, de manhã, quando ela estava fora de casa. Voltaram mais tarde, nesse mesmo dia, e perguntaram onde estava, e exigiram que ela se apresentasse o mais rapidamente possível nos escritórios da Agência. Asma Ahmed se apresentou no dia 4 de maio, foi detida, e permanece incomunicável desde então. Corre o risco de ser torturada e padecer outros maus tratos.

Asma Ahmed, 39 anos, é advogada e membro do proibido partido da oposição sudanesa: Movimento Sudanês de Libertação Popular - Norte (SPLM-N). É defensora dos direitos humanos e foi advogada de defesa de prisioneiros políticos e de prisioneiros de consciência nos tribunais. Ela defendeu a célebre mulher defensora dos direitos humanos Jalila Khamis Koko, em 2012. Sofre de diabete e precisa de alimentação especial, bem como de seus medicamentos. Por favor, escreva imediatamente em inglês, árabe ou na sua própria língua, exigindo das autoridades que formulem acusações contra ela ou a coloquem em liberdade imediatamente; exorte-os a garantir que Asma Ahmed não será torturada, nem receberá outro tipo de mau trato; exija-lhes que viabilizem imediatamente atendimento médico à prisioneira, um advogado escolhido por ela e permitam que fale com a família.

POR FAVOR, ENVIE SUA PETIÇÃO ANTES DE 22 DE JUNHO DE 2013 A: Exmo Presidente Omar Hassan Ahmad al-Bashir Office of the President People’s Palace PO Box 281 Khartoum, Sudan Email: info@sudan.gov.sd Saudações: Excelência.

Ministro da Justiça Mohamed Bushara Dousa Ministry of Justice, PO Box 302 Al Nil Avenue Khartoum, Sudan Email: moj@moj.gov.sd Saludo: Excelência.

E cópias para: Ministro do Interior Ibrahim Mahmoud Hamed- Ministry of Interior PO Box 873 Khartoum, Sudan Saudações: Excelência.

Mande cópias, também, para a embaixada credenciada no seu país.

Rogamos verifique com seu escritório setorial se é possível mandar petições antes da data acima mencionada.

AÇÃO URGENTE, ADVOGADA DETIDA, RISCOS DE TORTURA.

INFORMAÇÃO ADICIONAL

Os estados sudaneses de Southern Kordofan e Blue Nile são teatro, desde 2011, de um conflito armado interno entre o governo e o grupo armado da oposição Exército Sudanês de Libertação Popular – Norte (SPLA-N). Após ter começado o conflito, as autoridades proibiram o SPLM-N, ala política do SPLA-N. Desde então, foram detidos dezenas de membros ou suspeitos de serem membros desse partido. A maioria foi detida sem nenhuma acusação formal permanecendo incomunicável. Durante a semana passada, as autoridades informaram de nova onda de detenções de membros ou suspeitos de serem membros do SPLM-N.

Anistia Internacional documentou muitos casos de tortura e maus tratos cometidos pelos Serviços Nacionais de Segurança em anos recentes: chutes, espancamento com paus, mangueiras e socos; os detidos são mantidos em pé durante vários dias, em temperaturas sufocantes, sem alimentos, nem água, impedidos de dormir. Ademais, são obrigados os prisioneiros de assumir posições estressantes. As mulheres detidas, em anos recentes, foram vítimas de violência sexual, violação inclusive.

Ações adicionais:

ASSINE A PETIÇÃO — Presidente Do Sudão: Liberte os Detidos Nuba

Ver em linha : http://www.awid.org/Library/Sudan-A...

Tejiendo Redes.
C/ Hermanos García Noblejas, 41, 8º. 28037 - MADRID.
Tlf: 91 4084112 Fax: 91 408 70 47. Email: comunicacion@fidc.gloobal.net

SPIP |